Já podemos prever as tendências para 2021?

Publicado em 28 de julho de 2020 por ADI

Uma coisa é certa, conforto. Muito antes de entrarmos nesta nova realidade movida pela pandemia do novo coronavírus, alguns conceitos, como os de bem-estar já ganhavam destaque em pesquisas. Após este período, eles irão aparecer em potencial como preferência pelos consumidores em diversos setores.

A Worth Global Style Network (WGSN), empresa de analistas em previsões de tendências, destaca uma junção de quatro sentimentos que farão parte da nova percepção do público. São eles: medo, resiliência, resistência e otimismo. E é só isso, aumentará a ambição por experiências de compra mais simples. “Deve-se criar ambientes e produtos relaxantes, projetados para aliviar o estresse e a ansiedade”, indica a diretora executiva, Carla Buzasi.

 No que diz respeito à moda, as peças mais procuradas serão as que aliam estilo com conforto ou “look comfy”, se assim preferir chamar. Com o momento atual, as indústrias têxteis passam por constantes adaptações focando em “moods” mais suaves conforme as mudanças nos comportamentos geradas pelo isolamento social. Essa mesma visão reflete em nossa área, Design de Interiores. 

O próximo ano será marcado pela busca de equilíbrio, seja por meio das cores ou adornos para os lares. Tonalidades que remetem à calma e à tranquilidade farão parte desta paleta. Em contraponto, tons vibrantes, que transmitem alegria e vigor, também serão uma aposta para 2021. Elas podem ser encontradas em paredes, móveis, poltronas ou em alguns itens decorativos.

Como resultado, uma das alternativas será a sensação térmica através da entrada de luz natural. Em conjunto, os cômodos com mobiliário em madeira, também natural, estarão presentes. Para o diretor de compras domésticas, Jonathan Marsh, percebe-se que as vendas aumentaram para sofás e poltronas que expressam o estilo pessoal, como também houve maior demanda por artigos de escritório. Na questão de objetos e acessórios, paredes de galeria (fotos) foram adotadas na décor.

Ao mesmo passo, haverá uma constante aproximação com a natureza. A presença verde dentro das casas induz maior conexão por parte dos moradores com o meio ambiente, além de fazer bem para o emocional do ser humano. Para os que desejam aplicar na prática, há a possibilidade de soluções ecológicas e sustentáveis, reaproveitando materiais e diminuindo resíduos. Mais sobre este assunto em especial você encontra no artigo anterior em nosso blog.

O que mais virá por aí? Continue de olho aqui e em nossas redes sociais.