Acessibilidade no Design de Interiores

Publicado em 23 de setembro de 2020 por Andreia Criwtanow

O desafio dos designers de interiores é agregar estética à acessibilidade, com a união destes dois fatores. Respeitando a Norma NBR 9050, podemos planejar e atender com qualidade a diversidade humana. Funcionalidade, estudo da ergonomia e melhor aproveitamento do espaço, prestando atenção em cada detalhe para evitar acidentes.

Segundo a norma brasileira NBR 9050 “Espaços, edificação, mobiliário, equipamento urbano ou elemento que possa ser alcançado, acionado, utilizado e vivenciado por qualquer pessoa, inclusive aquelas com mobilidade reduzida. O termo acessível implica tanto acessibilidade física como de comunicação. ”

Layout

Deixar o ambiente acessível, permitindo mobilidade de pessoas com deficiência e que possam ter o conforto e assim usufruírem destes espaços.

No layout: em um projeto residencial, podemos trabalhar ergonomia, barras de apoio, portas de acesso, piso antiaderente, iluminação adequada, rampas, projeto especifico para acessibilidade do cliente. Não esquecendo da estética, com a inclusão de cores sem muito contraste e acessórios com conforto. Eu, Andreia Criwtanow, como profissional de Design de Interiores, tenho o dever de pensar e planejar os espaços para acessibilidade, mobilidade, trazendo todo o conceito de estética funcionalidade e ergonomia, respeitando cada cliente.